O "portunhol" da América Latina no ciberespaço: De interlíngua e língua de fronteira a língua de intercompreensão e língua literária sem fronteiras


Abstract


O termo "portunhol" é habitualmente utilizado para indicar dois fenómenos distintos: o da interlíngua que se forma nas fronteiras bilingues entre o Brasil e os países hispanofalantes e o da interferência em contextos de aprendizagem de L2, em que é iniludível a sobreposição entre as estruturas fonéticas, sintáticas, morfológicas e lexicais do português e do espanhol. Como notou Gilberto Gil, defensor da "nova língua" «o portunhol é uma manifestação espontânea, natural, vinda dos corpos e das almas culturais dos nossos povos» e, como tal, língua caraterizada pela heterogeneidade que se constrói contextualmente nos processos discursivos e que deles advém. Língua real de comunicação e concomitantemente língua literária imaginada ou recriada, até assumir formas extremas como o "portunhol selvagem", a sua essência liga-se profundamente ao conceito de "intercompreensão" facto que nos permite apreender os contornos linguísticos indistintos desta língua de contato em formação. De língua falada a língua escrita, o portunhol tem-se expandido de modo considerável nos últimos anos, através da produção de muitos autores que vivem ou que são profundamente influenciados pelos contextos socioculturais das regiões fronteiriças, e divulgado na sua forma oral e escrita também na Internet.

Keywords: Portunhol; Portunhol selvagem; Língua de fronteira; Línguas de contacto

Full Text: PDF

Refbacks

  • There are currently no refbacks.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribuzione - Non commerciale - Non opere derivate 3.0 Italia License.