O outro na dialética da colonização lusitana dos trópicos - Desmundo, de Ana Miranda, e Choriro, de Ungulani Ba Ka Khosa


Abstract


Nosso objetivo, neste trabalho, resultante de um projeto de pesquisa pós-doutoral desenvolvido na Universidade de Lisboa, é analisar as implicações estéticas e ideológicas da relação literatura e história no romance brasileiro Desmundo (1996), de Ana Miranda, e no romance moçambicano Choriro (2009), de Ungulani Ba Ka Khosa, por intermédio, principalmente, do exame da trajetória da personagem protagonista que dá a ver, em ambas as composições ficcionais, o processo de colonização dos territórios coloniais, sob domínio de Portugal, no tempo das descobertas, no Brasil, e no tempo dos prazos, em Moçambique. Está em questão o estudo do romance histórico pós-colonial como uma forma narrativa que ao figurar o passado reivindica uma outra interpretação de períodos significativos, pela interposição de uma perspectiva notadamente crítica que incide sobre os impasses e as controvérsias que marcaram a vida pública e privada de sujeitos subalternos no momento da colonização dos trópicos.

Keywords: romance histórico; estudos pós-coloniais; protagonista subalterno; Ana Miranda; Ba Ka Khosa

Full Text: PDF

Refbacks

  • There are currently no refbacks.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribuzione - Non commerciale - Non opere derivate 3.0 Italia License.