Argumentação e erística: pequeno ensaio sobre a mentira


Abstract


Neste trabalho, pretende-se refletir sobre a falácia da mentira, mais especificamente sobre a mentira na política, sob as perspectivas da ética, da retórica e da erística. Desde os sofistas clássicos até os estudiosos contemporâneos, os diversos modelos de argumentação reconhecem argumentos falaciosos. Embora devamos a Aristóteles o estabelecimento da teoria da argumentação que é a base na qual se apoiam seus sucessores na abordagem da argumentação, esse filósofo não se ocupa da falácia da falsidade. É nos sofistas, mais especificamente na erística, que se encontram contribuições substanciais para o entendimento da mentira, tipo de falácia mais perigoso e, do ponto de vista sofístico, mais eficaz. Apresentam-se também, para melhor abordagem da mentira, especialmente da mentira na política, um histórico dos tratamentos dados a esses temas através dos tempos, dos clássicos até a contemporaneidade. Feitas essas reflexões, pretende-se , na sequência, apresentar exemplos desse tipo de falácia, rastreados em discursos políticos brasileiros autênticos e atuais.

Keywords: falácia; mentira; ética; retórica; erística

Full Text: PDF

Refbacks

  • There are currently no refbacks.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribuzione - Non commerciale - Non opere derivate 3.0 Italia License.