A variação do português em comunidades afro-brasileiras do rs: entre a origem africana e o português contemporâneo


Abstract


O presente trabalho perscruta a influência do contato linguístico de afrodescendentes do Rio Grande do Sul (RS). A análise nele proposta deu especial atenção aos fenômenos que remontam a uma Origem Africana ou que rumem para o Português Contemporâneo e alinham-se teoricamente a outros estudos de línguas africanas e de seu contato com o português (VOGT; FRY, 1996; FIORIN; PETTER, 2009; LUCCHESI, 2009). Tem-se no Brasil 155 comunidades afro-brasileiras, com 3831 famílias. Dentre elas, as comunidades selecionadas para este trabalho foram: 1) Região do Litoral/Lagunas – Morro Alto (Osório); 2) Região Metropolitana – Família Fidelix (Porto Alegre); 3) Região das Antigas Charqueadas – Maçambique (Canguçu); 4) Região dos Pampas – Palmas (Bagé); 5) Região da Depressão Central – Cerro Formigueiro (Formigueiro); 6) Serrana/Imigração – São Roque (Arroio do Meio); e 7) Região das Missões – Comunidade Quilombola Correa (Giruá). Consideram-se condicionamentos sóciohistóricos distintos, entre os quais o grau de isolamento; a localização rural ou urbana; a microrregião sociocultural; a presença de outras línguas no entorno; e a antiguidade da comunidade ou topostática da população. Verificaram-se as marcas de africanidade que distinguem a variedade do português dessas comunidades do português falado no seu entorno e em que medida se transferem variantes linguísticas do entorno para o português dessas comunidades. Os resultados advindos do trabalho de campo identificaram se o comportamento linguístico dos membros desse tipo de espacialidade linguística era mais conservador e seguia, desse modo, uma orientação mais centrípeta (para dentro da comunidade) ou se tendia a uma abertura para fora (orientação centrífuga), perdendo/abandonando, nesse sentido, as marcas de africanidade que distinguem sua variedade da variedade do português do entorno.

Keywords: Macroanálise pluridimensional; Comunidades afro-brasileiras; Língua Portuguesa no Brasil; Condicionamentos sócio-históricos distintos; Marcas de africanidade

Full Text: PDF

Refbacks

  • There are currently no refbacks.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribuzione - Non commerciale - Non opere derivate 3.0 Italia License.