Aqui, aí, ali e lá em sintagmas nominais indefinidos: um estudo de gramaticalização em perspectiva funcionalista


Abstract


Sob a perspectiva teórica da Linguística Funcional, em sua vertente norte-americana (Hopper, 1987, 1991, 1998, 2008, 2010; Heine et al., 1991a/b; Hopper; Traugott, 2003), este trabalho tem como objetivo geral investigar, com base em propriedades morfossintáticas e semântico-pragmáticas, o processo de gramaticalização de AQUI, AÍ, ALI e LÁ, como formas indicadoras de especificidade em sintagmas nominais indefinidos. Inicialmente, esboçou-se uma possível trajetória de gramaticalização por que AQUI, AÍ, ALI e LÁ teriam passado de sua função fonte como dêiticos espaciais até a indicação de especificidade. Em seguida, descreveu-se o comportamento desses itens marcadores de especificidade no que diz respeito aos seguintes fatores de natureza morfossintática e semântico-pragmática: existência ou não de material interveniente entre o item marcador de especificidade e o nome nuclear do SN; função sintática do SN especificado; status informacional dos SN a que se adjungem AQUI, AÍ, ALI e LÁ marcadores de especificidade. Os resultados apontam para a existência de formas com diferentes graus de emergência no domínio funcional da especificação nominal, sendo AÍ, provavelmente, o item mais gramaticalizado, seguido por LÁ, e depois por ALI e AQUI, cuja permanência no domínio funcional ainda não aparenta estar consolidada.

Keywords: AQUI, AÍ, ALI e LÁ marcadores de especificidade; Funcionalismo Linguístico; Gramática Emergente; Gramaticalização; Fatores morfossintáticos e semântico-pragmáticos

Full Text: PDF

Refbacks

  • There are currently no refbacks.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribuzione - Non commerciale - Non opere derivate 3.0 Italia License.