O conceito de variação linguística no ensino de língua materna segundo as crônicas e colunas da mídia online: Uma proposta discursiva


Abstract


Nesse texto, apresento, a partir das reflexões em desenvolvimento na minha pesquisa de mestrado, a relação entre a História das Ideias Linguísticas e a História do Ensino de Língua Portuguesa no Brasil. Tal pesquisa parte do pressupondo que falar sobre práticas de ensino de língua é (re)produzir um conceito imaginário que procura fixar um significado a objetos que são na verdade indefiníveis em função dos sentidos antagônicos que podem assumir em diferentes formações discursivas. Trata-se da análise discursiva (Pecheux/Orlandi) do tratamento dado à questão do ensino de língua portuguesa em crônicas e colunas da mídia jornalística online, a fim de compreender o modo de funcionamento discursivo dos termos "LÍNGUA" e "ENSINO" em sua ambiguidade constitutiva, na relação com a questão da "variação linguística" como fenômeno que interfere no imaginário da unidade linguística. A partir de tal recorte, desenvolvo uma reflexão a respeito da institucionalização da memória do futuro no discurso sobre a educação, sugerindo ligações entre esse discurso e o Ensino de Língua Portuguesa. Tais reflexões constituem uma contribuição para o desenvolvimento teórico das relações entre língua e sujeito e buscam oferecer subsídios para o desenvolvimento de uma prática docente que considere o histórico na formulação das concepções de língua discursivizadas na sociedade.

Keywords: Discurso; Variação Linguística; Ensino de Língua Portuguesa; História das Ideias Linguísticas

Full Text: PDF

Refbacks

  • There are currently no refbacks.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribuzione - Non commerciale - Non opere derivate 3.0 Italia License.