Cartas abertas na imprensa de Mossoró-RN: analisando a trajetória de uma tradição discursiva


Abstract


Este artigo resulta da pesquisa PIBIC/UERN intitulada Estudo da tradição discursiva "carta aberta" em jornais de Mossoró, ao longo do século XX e tem como principal objetivo descrever e analisar o gênero carta aberta, a fim de conhecer as tradições discursivas que o constituem. O corpus, composto por 18 cartas abertas, foi coletado nos jornais O Mossoroense e O Comércio de Mossoró, entre os anos de 1904 a 1929. A análise visa a conhecer a trajetória desse gênero, buscando respostas para as seguintes questões: quais os propósitos comunicativos das cartas abertas? O que os temas das cartas revelam sobre o contexto sócio-histórico de Mossoró no inicio do século XX? Quem são os interlocutores? Que tradições discursivas compõem esse gênero epistolar? A fundamentação teórica baseou-se no modelo de Tradição Discursiva (TD), conforme Kock (1997) e Kabatek (2004a, 2004b) e nos estudos diacrônicos de gêneros textuais, entre os quais destacamos Zavam (2009); Silva (2012) e Longhin (2014). As análises mostraram que nas três primeiras décadas do século XX as cartas abertas tiveram destacada função social nos jornais mossoroenses, visando a diferentes propósitos como denunciar, reivindicar, criticar, defender-se de acusações etc., mas, a partir da década de 30 foram rareando e, praticamente desapareceram da imprensa jornalística local.

Keywords: Carta aberta; Tradição Discursiva; História Social; História dos Textos

Full Text: PDF

Refbacks

  • There are currently no refbacks.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribuzione - Non commerciale - Non opere derivate 3.0 Italia License.